Mensagem dos Autores

Motivados pelo desenvolvimento da Odontologia Legal no Brasil, os autores tiveram a iniciativa de agregar mais uma ferramenta de convergência da classe pericial odontológica com o intuito de divulgar notícias, eventos, trabalhos científicos, além de contribuir para a discussão e troca de experiências entre os praticantes da perícia odontolegal. Contamos com todos para tornarmos este Blog um centro de encontro e de crescimento profissional.







terça-feira, 8 de março de 2011

Odontologia legal contribui para a identificação do casal sequestrado em Piracicaba - SP


Prof. Dr. Eduardo Daruge Júnior.

O Centro de Antropologia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Unicamp, coordenado pelo professor Eduardo Daruge Junior, emitiu na manhã dessa terça-feira (1), o laudo de identificação do empresário Cláudio Antonio Meneghetti e sua esposa Lilian Maria Simioni Meneghetti. O casal estava seqüestrado desde o último dia 15. Os corpos foram achados em um canavial no bairro Limoeiro, em Piracicaba.

O Centro de Antropologia trabalhou juntamente com os médicos legistas do Instituto Médico Legal de Piracicaba na identificação do casal, já que o reconhecimento pelo métodos de impressão digital estava prejudicado em decorrência do estado avançado de decomposição dos corpos. De acordo com Daruge, os peritos médicos e odontolegistas se basearam para a identificação das vítimas nas vestimentas que coincidiam com as que eles estavam utilizando no dia do sequestro, em uma prótese de mama em apenas um dos seios, no confronto dos eventos odontológicos encontrados nos cadáveres e nos prontuários odontológicos fornecidos aos peritos. Com isso, foi possível obter absoluta coincidência em todos os eventos, inclusive na comparação de fotografia de sorriso deles, conta o professor.

O caso teve grande repercussão na imprensa nacional. O casal foi levado de casa no bairro da Vila Rezende em Piracicaba na manhã do dia 15 deste mês. No momento do seqüestro, a empregada da família, Suzana Aparecida Perante Felippe, 57, foi brutalmente assassinada. Pós a morte de Suzana, os criminosos deixaram a residência dos Meneghetti levando um televisor LED de 52 polegadas, um computador que registrava as imagens das câmaras de segurança da residência e uma picape S10 cabine dupla.

Fonte: FOP-UNICAMP.

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe