Mensagem dos Autores

Motivados pelo desenvolvimento da Odontologia Legal no Brasil, os autores tiveram a iniciativa de agregar mais uma ferramenta de convergência da classe pericial odontológica com o intuito de divulgar notícias, eventos, trabalhos científicos, além de contribuir para a discussão e troca de experiências entre os praticantes da perícia odontolegal. Contamos com todos para tornarmos este Blog um centro de encontro e de crescimento profissional.







sábado, 20 de novembro de 2010

Análise das soluções de hipoclorito de sódio utilizadas por endodontistas


Resumo
Introdução: O sucesso da terapia endodôntica está condicionado a diversos fatores, entre os quais o uso de substâncias químicas de boa qualidade. Objetivo: Neste trabalho investigaram-se algumas características das soluções de hipoclorito de sódio utilizadas em clínicas de atendimento, tais como concentração, pH e armazenagem. Material e métodos: Para isso, distribuiu-se formulário com perguntas relativas à solução empregada a 100 endodontistas, além de pedir-lhes 100 ml do produto. As amostras foram levadas ao laboratório para análise por titulometria da concentração de cloro residual livre, bem como do pH das soluções, com o auxílio de um peagômetro. Resultados: Apenas 1% dos profissionais conhece o valor do pH das soluções. Das amostras recolhidas, 36% apresentaram pH 9, 22% pH 10, 16% com pH 13, 14% pH 12, 11% pH 11 e 1% pH 8. Quanto aos profissionais, 37% mantinham seus frascos sob refrigeração e 67% em temperatura ambiente. Conclusão: Os endodontistas usam soluções de hipoclorito de sódio diferentes daquelas que desejam por desconhecerem as condições necessárias para a manutenção da estabilidade química. Artigo publicado em: Rev Sul-Bras Odontol. 2010 Oct-Dec;7(4):396-400.
 
Introdução
A solução de hipoclorito de sódio é a mais utilizada para o preparo químico cirúrgico no mundo, principalmente em razão de sua atividade bactericida e capacidade de dissolução de material orgânico do canal radicular [8]. No entanto, a instabilidade do cloro nessas soluções é bem conhecida [5] e pode comprometer o sucesso do tratamento endodôntico, mais especificamente nos casos de tratamento endodôntico em dentes portadores de infecções.

A instabilidade química do cloro em soluções deve-se a diversos fatores, entre os quais a forma de armazenamento, a temperatura e o pH da solução, o que é pouco discutido entre pesquisadores [7, 10, 12]. Assim, quanto mais alto o pH mais estável é a solução, e quanto mais próximo do neutro menos estável é quimicamente e maior atividade bacteriana apresenta [9].

Ao longo dos anos, investigações mostraram que essas soluções são encontradas no mercado fora de suas especificações [4, 8], preocupando clínicos na escolha de soluções de hipoclorito de sódio com concentrações adequadas e conforme as recomendações.

Há, porém, que se ressaltar que tais soluções, uma vez adquiridas pelos cirurgiões-dentistas, têm de ser armazenadas adequadamente para controle da estabilidade química.
 
Discussão
O conhecimento das condições de armazenamento de soluções de hipoclorito de sódio é essencial para o bom desempenho delas durante o preparo químico do canal radicular.

Não raramente se veem casos com grande resistência da infecção, sustentados principalmente por bactérias gram-positivas, como Enterococcus faecalis. Ferrari et al. [2] demonstraram efeito bactericida significativo da redução dessa população com o endo PTC reagindo com o hipoclorito de sódio 0,5%. O fato confirma a necessidade de usar soluções adequadas para resultados expressivos. Portanto, desde que corretamente formuladas, é possível que soluções em baixas concentrações confiram bons resultados à clínica endodôntica.

A não observação de cuidados quanto ao armazenamento das preparações e à estocagem poderá comprometer a qualidade das soluções de hipoclorito de sódio. A diminuição da concentração de cloro ativo no produto e, consequentemente, do oxigênio é capaz de comprometer o processo de desinfecção dos canais radiculares.
Autor: pels@usp.br.

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe