Mensagem dos Autores

Motivados pelo desenvolvimento da Odontologia Legal no Brasil, os autores tiveram a iniciativa de agregar mais uma ferramenta de convergência da classe pericial odontológica com o intuito de divulgar notícias, eventos, trabalhos científicos, além de contribuir para a discussão e troca de experiências entre os praticantes da perícia odontolegal. Contamos com todos para tornarmos este Blog um centro de encontro e de crescimento profissional.







sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Condição de envio dos modelos de trabalho e comunicação entre Cirurgiões-Dentistas e Técnicos em Prótese Dentária do município de Aracaju-Sergipe na confecção de prótese fixa metalocerâmica


Resumo
O presente trabalho objetivou avaliar a condição de envio dos modelos de trabalho e a comunicação entre Cirurgiões-Dentistas e Técnicos em Prótese Dentária na confecção de prótese fixa metalocerâmica no município de Aracaju/SE. Para tal, foi realizada uma pesquisa de campo por meio de um questionário com os Técnicos em Prótese Dentária cadastrados no Conselho Regional de Odontologia - Secção Sergipe, atuantes no município de Aracaju. Responderam a este 12 técnicos que realizam prótese metalocerâmica rotineiramente, em seus laboratórios. Com base nos dados coletados, 75% dos entrevistados afi rmaram receber os trabalhos protéticos já em modelos, sendo 100% desses modelos vazados com gesso tipo especial. Metade dos entrevistados respondeu receber menos de 50% dos modelos articulados, e 84% responderam receber menos de 10% dos trabalhos com os dentes pilares troquelizados. Entretanto, em relação à comunicação escrita entre o Cirurgião-Dentista e o Técnico em Prótese Dentária, observou-se que a maioria das prescrições enviadas ao laboratório não obtinham informações necessárias para a realização da prótese, necessitando frequentemente o Técnico de contatar com o Cirurgião-Dentista. Observou-se que as condições dos modelos de trabalho e a comunicação entre Cirurgiões-Dentistas e o Técnico em Prótese Dentária ainda se encontram deficientes. Artigo publicado em: Odontol. Clín.-Cient., Recife, 9(3): 257-262, jul./set., 2010.

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe