Mensagem dos Autores

Motivados pelo desenvolvimento da Odontologia Legal no Brasil, os autores tiveram a iniciativa de agregar mais uma ferramenta de convergência da classe pericial odontológica com o intuito de divulgar notícias, eventos, trabalhos científicos, além de contribuir para a discussão e troca de experiências entre os praticantes da perícia odontolegal. Contamos com todos para tornarmos este Blog um centro de encontro e de crescimento profissional.







domingo, 28 de fevereiro de 2010

Forensic tanatology: biological and legal aspects

Tanatologia forense: aspectos biológicos e legais.
Abstract
The forensic tanatology is a term which remits to a Greek origin: thanatos meaning death and logy meaning study. This way the discussed subject is wide however it refers only to human death. The purpose of this work is through a literature review give an actualization dates to law professionals, as well as to those who work in peritial activity in Medicine and Dentistry, searching to approach questions referred to death diagnostic and its certification, its law aspects and details referred to peritial tests in Tanatology. Published in Brazilian Journal of Oral Sciences: October-December 2006 - Vol. 5 - Number 19.
Download full text (baixar texto completo)
Author: arsenio@usp.br

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Importância pericial dos registros odontológicos decorrentes de tratamento protético


RESUMO
A documentação odontológica produzida em decorrência das reabilitações protéticas possui caráter primordialmente clínico, pois possibilita a consulta sobre o estágio em que se encontram os procedimentos executados. Entretanto, em determinadas situações, as informações contidas nesta documentação podem possuir relevante valor legal, possibilitando o esclarecimento de questões judiciais nas diversas áreas do Direito. Nos casos de identificação de indivíduos totalmente desdentados, o profissional deve ter o cuidado em registrar a maior quantidade de detalhes possíveis sobre as particularidades anatômicas orofaciais do seu paciente e sobre os trabalhos protéticos efetuados, uma vez que os elementos dentários estão ausentes. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivo evidenciar a importância pericial dos registros decorrentes de execução de tratamento protético, por meio de um relato de caso, em que é ressaltada a importância sócio-legal de se normatizar a identificação das próteses dentárias. Enquanto o Conselho Federal de Odontologia não estabelecer normas a serem observadas por Cirurgiões-dentistas e técnicos em prótese dentária, estes profissionais da Odontologia devem cumprir suas obrigações éticas e legais relacionadas ao registro de informações acerca dos tratamentos realizados, visando resguardar o exercício profissional e subsidiar adequadamente os exames periciais em casos de pacientes desdentados.
Publicado em: Revista ODONTO. 2008 16(32):137-43.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

SADOL - Sociedad Argentina de Odontología Legal


S.A.D.O.L. (Sociedad Argentina de Odontología Legal) entidad que fue fundador allá en el año 1977, en Rosario, como primer presidente al medico Oscar Gervasio Sánchez (Rosario) y secretario al odontólogo Héctor José Ceppi (Córdoba). Esta entidad, que por diferentes razones en la que se encuentra la situación política de País imperante en esa época, no siguió creciendo. Con el pasar de los años, las características propias de la odontología son un auxiliar especializado de la justicia para el esclarecimiento de un delito en su tarea de la identificación de una victima o la valorización de un daño en el aparato masticatorio o el sistema estomatognatico. Esto llevó a las altas casa de estudios, siendo la Universidad Nacional de Tucumán atravez de la Facultad de Odontología que en el año 1995 llevo a la realizar el primer curso de la especialidad aprobado por la CONEAU otorgando el titulo de “Odontólogo Legista” siendo también el primero en América del Sur, siguiéndola luego la Facultad de Odontología de Rosario.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Forensic Dentistry

Editorial Reviews

Regarded by leading investigators and pathologists as the definitive guide to forensic dentistry, this bestselling volume is now completely revised to include the cutting-edge work of many new contributors. In addition to detailing the latest investigative techniques and the science behind them, this new edition delves more deeply into the field’s historical and theoretical underpinnings. It also looks at the role forensic dentistry played in recent identification cases including the aftermath of 9/11. Forensic dental radiography, age estimation, jurisprudence and legal issues, and practical aspects of civil and criminal case involvement are all subjects of newly added chapters.

Product Details
Hardcover: 470 pages
Authors: David R. Senn, Paul G. Stimson
Publisher: CRC Press; 2 edition (January 26, 2010)
Language: English
ISBN-10: 1420078364
ISBN-13: 978-1420078367
Compre aqui

sábado, 20 de fevereiro de 2010

"Beleza Em Cinzas"

Foto disponível em Gazeta maringaense

Ela foi objeto do desejo de homens e, por que não?, de mulheres, ao posar nua em páginas de revistas e ao desfilar em passarelas. Quantos sonhos eróticos seu exuberante corpo não frequentou? Com o respeito que nos inspiram os mortos, quantos não desejaram seu corpo? Pelo que acaba de ficar dito, sabe-se já, então, que esse corpo morreu. Morreu no domingo 3/01/2010 e abalou os EUA ao longo da semana, justamente pela circunstância da morte. O corpo tão desejado da modelo Paula Sladewski, 26 anos, foi misteriosamente encontrado numa lixeira de Miami. Carbonizado. Horrível. Retorcido. Só se sabe que é de Paula pelo que restou, pelo que resta dos bonitos ou feios – a arcada dentária. Os fãs de Paula dela se despediram olhando um caixão hermeticamente lacrado.
Fonte: Revista Isto É; Edição: 2096. 08.Jan.2010 - 21:00

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

A APLICAÇÃO DA FOTOGRAFIA EM MARCAS DE MORDIDA

RESUMO
As marcas de mordida observadas em injúrias na pele ou em objetos podem ser registradas através métodos fotográficos. A fotografia forense é um elemento-chave e, uma parte integral das investigações e, é, normalmente, a bases para determinação do responsável pela injúria, tendo como finalidade a  documentação, preservação e análise das mesmas. O método de registro fotográfico é eficaz e permanente e, apesar de sua utilização, apresenta algumas desvantagens, que, no entanto, não contra-indicam a aplicação destas no registro de evidências. O presente trabalho tem por objetivo realizar uma abordagem da literatura atual acerca da aplicabilidade do uso de imagens fotográficas na Odontologia Forense, em especial nas marcas de mordida.
Publicado em: International Journal of Dentistry. 2007; 6(1):21-24
Baixar texto completo

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

XXXI CONGRESSO A.M.F.R.A.

XXXI Congresso realizado pela AMFRA (ASOCIACION DE MEDICOS FORENSES DE LA REPUBLICA ARGENTINA)
Data: 19 a 22 de Mayo de 2010.
Lugar de Realización
Sede: Inst.Univ. de la Fundación Barceló - Larrea 766/770 (e/ Av. Córdoba y San Luis). Buenos Aires - Argentina.
Veja a programação científica completa.

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Condutas do cirurgião-dentista frente a acidentes biológicos


RESUMO
Objetivo: revisar as condutas a serem adotadas em casos de acidente com material biológico contaminado, propondo um fluxograma de encaminhamento aos setores de competência, além de pesquisar junto aos profissionais de Odontologia o conhecimento dos mesmos a respeito das condutas frente aos referidos acidentes. Outro objetivo foi avaliar os aspectos éticos e legais envolvidos com a questão. Material e métodos: a pesquisa foi realizada por meio do envio de questionários distribuídos de forma aleatória à cirurgiões dentistas da cidade de Macaé-RJ. Posteriormente os dados foram tabulados e analisados por estatística simples. Resultados: dentre os pesquisados, 95,2% disseram conhecer os riscos biológicos presentes na atividade clínica diária e 38,1% responderam que já sofreram algum tipo de acidente biológico, sendo que metade dos participantes declararam conhecer as condutas a serem tomadas nessas situações. Conclusões: foi possível propor um fluxograma de fácil entendimento para os interessados. Há um conhecimento incipiente dos profissionais questionados sobre o protocolo a ser seguido em caso de acidente com contaminação biológica, bem como a inobservância de importantes aspectos éticos e legais que  norteiam a profissão.
Publicado em: Revista ODONTO. 2010;18(35):24-29.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

CAMPO DE ATUAÇÃO PARA O ESPECIALISTA EM ODONTOLOGIA LEGAL

Curso de educação continuada

Dia 23/02/2010, 19h, na sede da ABO-GO.

Palestrantes:
Prof. Rhonan Ferreira da Silva (CRO-GO 5536)
Prof. Mauro Machado do Prado (CRO-GO 3202)
Prof. Henrique Cesar M. Oliveira (CRO-GO 3618)

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ODONTOLÓGICO E DE COMPRA E VENDA DE APARELHO ODONTOLÓGICO

O site Universo Jurídico disponibiliza diversos documentos importantes na área jurídica, dentre eles um modelo de contrato de prestação de serviços ortodônticos.

VEJA UM DOS EXEMPLOS ABAIXO

IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

CONTRATANTE: (nome do Contratante), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), domiciliado na Rua (xxx), nº (xxx), bairro (xxx), no município de (xxx) no estado (xxx),com o nº de CPF (xxx) e Registro Geral (xxx).
CONTRATADO: (nome do Contratado), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), domiciliado na Rua (xxx), nº (xxx), bairro (xxx), no município de (xxx) no estado (xxx),com o nº de CPF (xxx) e Registro Geral (xxx).
As partes acima identificadas têm, entre si, justo e acertado o presente Contrato de Prestação de Serviço Odontológico e de Compra e Venda de Aparelho Odontológico, que se regerá pelas cláusulas seguintes e pelas condições descritas no presente.

DO OBJETO DO CONTRATO

Cláusula 1ª. O presente contrato tem como objeto a compra e venda de aparelho odontológico, além da prestação dos serviços de manutenção, e o tratamento odontológico que se faça necessário, em razão do uso do aparelho, conforme determinado nas cláusulas 2ª e 3ª do presente contrato.
Cláusula 2ª. O aparelho odontológico alvo da compra e venda consiste em (xxx – Descrever o objeto).

Baixar modelo na íntegra

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Human bite mark identification and DNA technology in forensic dentistry


Published in Brazilian Journal of Oral Sciences: October-December 2006 - Vol. 5 - Number 19. p. 1193-7.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Projeto Horus: software da Polícia Federal que faz retratos falados


Nesta semana, a Polícia Federal lançou a sua nova ferramenta de combate ao crime no Brasil. O Projeto Horus (já falei que adoro os nomes da PF?) consiste numa plataforma para elaboração de retratos falados de alta qualidade de procurados da justiça.
Horus é o deus egípcio dos céus. O Olho Direito de Hórus representa a informação concreta, factual, controlada pelo hemisfério cerebral esquerdo. Ele lida com as palavras, letras e os números, e com coisas que são descritíveis em termos de frases ou pensamentos completos.
A novidade do projeto está na criação de um banco de imagens coloridas em alta definição e no desenvolvimento de um conjunto de técnicas de equalização de tons de pele, inserção de marcas e acessórios, projeções de envelhecimento e simulação de disfarces. Tudo para ajudar na captura da bandidagem.
O Projeto Horus foi totalmente desenvolvido com tecnologia nacional em uma ação conjunta dos papiloscopistas da PF e servidores administrativos do Instituto Nacional de Identificação. Pena que não está disponível para o público.


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Age Estimation in Forensic Odontology

ESTIMATIVA DA IDADE EM ODONTOLOGIA FORENSE
Product Description
One of the interesting applications of Forensic Odontology is age estimation by means of teeth. Age assessment proves to be a critical factor in the victim identification process, and teeth may be the only useful means especially when the skull constitutes the only skeletal specimen. Age assessment in children and adolescents based on the stage of tooth development and eruption status of teeth is relatively accurate. Such methods can not be used in adults where the structural changes are more subtle. Gustafson (1950) was the first to devise the microscopic method for age estimation based on the examination of regressive changes in the ground sections of teeth. Since then, several investigators including Kashyap and Koteswara Rao have worked on Gustafson's criteria and have suggested a number of modifications. The applicability and accuracy of Gustafson method and its modification by Kashyap and Koteswara Rao are discussed by assessing the age of 100 subjects using these two methods. Along with the historical aspects, the book also gives a systematic review of all the methods available for age assessment in Forensic dentistry.

Product Details
Author: RASHMI GUBBI SIDDARAJAIAH
Paperback: 104 pages
Publisher: VDM Verlag (January 5, 2010)
Language: English
ISBN-10: 3639203836
ISBN-13: 978-3639203837
Product Dimensions: 9 x 6 x 0.2 inches

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Suspeição poderá ser motivo para dispensa de perito judicial

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5748/09, do deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT), que inclui a suspeição como um dos motivos para que um perito seja dispensado de realizar a perícia determinada por um juiz. Suspeição é a situação expressa em lei que impede juízes, representantes do Ministério Público, advogados ou qualquer outro auxiliar da Justiça de atuar em um processo caso haja dúvida sobre imparcialidade ou independência. Ocorre suspeição, por exemplo, se o juiz for amigo íntimo ou inimigo de uma das partes em uma causa.

Omissão na lei
A proposta altera o Código de Processo Civil (Lei 5.869/73). De acordo com o artigo 146 do código, o perito deve cumprir sua tarefa no prazo especificado pela lei, mas pode recusar a tarefa se houver impedimento. O projeto inclui a suspeição entre os motivos para impedir a atuação do perito.
Carlos Bezerra argumenta que o próprio Código de Processo Civil, nos artigos 138 e 423, já inclui o perito no rol dos auxiliares da Justiça passíveis de impedimento e suspeição.
"O artigo 146 [do Código de Processo Civil] faz referência apenas ao impedimento como razão para a dispensa do perito, esquecendo elemento de igual importância que interfere na credibilidade do profissional - a suspeição", argumenta o deputado.

Compartilhe