Mensagem dos Autores

Motivados pelo desenvolvimento da Odontologia Legal no Brasil, os autores tiveram a iniciativa de agregar mais uma ferramenta de convergência da classe pericial odontológica com o intuito de divulgar notícias, eventos, trabalhos científicos, além de contribuir para a discussão e troca de experiências entre os praticantes da perícia odontolegal. Contamos com todos para tornarmos este Blog um centro de encontro e de crescimento profissional.







quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Processo contra dentista - Deglutição de instrumento endodôntico



A polícia vai ouvir nos próximos dias uma dentista que teria deixado cair uma agulha acidentalmente na boca de uma paciente durante tratamento dentário em Araçatuba, a 527 km de São Paulo. A mulher que engoliu o objeto ficou cinco dias com o instrumento odontológico no corpo. A agulha que a paciente engoliu durante o tratamento dentário tem quatro centímetros de comprimento e é usada pelos dentistas durante tratamento de canal. A vendedora registrou boletim de ocorrência contra a dentista. Segundo a paciente, a profissional até a acompanhou a Santa Casa de Araçatuba, mas se recusou a pagar as radiografias e o acompanhamento médico. O Conselho Regional de Odontologia recomenda aos dentistas que utilizem a agulha presa a uma linha ou a um lençol de borracha, para isolar o dente e evitar que acidentes como esse aconteçam.
Ver matéria completa

1 comentários:

raúlino disse...

Eu fui á medica dentista para arrancar um dente já so com raiz, a medica fartou-se de escaranfucar, por varias vezes senti pedaços de dente que com o stress nem racicionei de onde viriam, por fim a raiz lá saiu...só que quando cheguei a casa vi que o dente detrás estava parcialmente partido, voltei ao consultorio falei com a assistente mas a medica estava ausente....mais tarde liguei por telefone mas a resposta foi tão lamentavel quanto o tratamento, de uma forma pseudo-hipnotisadora tentaram convencer-me do contrario, ou seja, de que os pedaços de dente que quase enguli sem querer se calhar eram de " rebuçado".

raul_viegas@sapo.pt

Postar um comentário

Compartilhe